O Acervo

O acervo, guardado por Mathias Haas, registra a trajetória de sua família e parte importante da história das práticas funerárias em Santa Catarina.  O conjunto de documentos e outros objetos, preservados pela família, chama a atenção por sua diversidade sendo formado por fotografias de túmulos e pessoais, negativos de vidro, recortes de jornal, modelos de formas, partes de construções tumulares,  notas fiscais,  ferramentas para escultura em pedra, maquinários, recibos de compra de material,  documentos de contratação de serviços,  registros de empregados,  catálogos de modelos tumulares,  escritos pessoais, dentre outros.

Diante de sua pluralidade tipológica, a equipe organizou o acervo em seis coleções, a saber:

Coleção I: Fotografias, onde estão materiais como cópias fotográficas, negativos de vidro, diapositivo e negativos.

Coleção II: Documentos textuais formado por catálogos, materiais de expedientes, notas fiscais, ofícios, orçamentos, projetos, livros, revistas, correspondências, material publicitário – materiais em suporte papel.

Coleção III: Marmoraria onde estão Materiais relacionados com o processo produtivo – ferramentas, formas, maquinário, dentre outros.

Coleção IV: Arquitetura Tumular formada por produtos da fabricação, como túmulos, cabeceiras, ornamentos e suas partes.

Coleção V: Miscelânea com materiais variados como o caixão artesanal, e outros.

Coleção VI: Família Haas onde estão os escritos pessoais de Mathias e Rosa, cartas, fotografias familiares, correspondências, e outros a serem classificados como pertencentes à coleção.

Apoiadores