O Nosso Trabalho

Desde o início do projeto, em 2010, algumas ações foram realizadas para salvaguarda do acervo. Primeiramente, foi feito um reconhecimento do conjunto por meio de pesquisa que resultou na tese de doutoramento de Elisiana Trilha Castro intitulada “Aqui jaz uma morte: atitudes fúnebres na trajetória da empresa funerária da família Haas de Blumenau”.

Na sequência foi realizada a higienização e acondicionamento básico do acervo, sua organização e separação por tipos de suporte. Com a contratação de um estagiário iniciou-se a digitalização das fotografias e documentos textuais, bem como foi iniciado o inventariamento do acervo.

Em 20 de julho de 2017, o Memorial Funerário Mathias Haas foi inaugurado durante o VIII Encontro Nacional da Associação Brasileira de Estudos Cemiteriais (ABEC). 

Apoiadores